18 de fevereiro de 2004

(8{> - Extra é supermercado:


Acho que ninguém está agüentando mais esse troço de edição extra toda hora.
É que a gente precisou tascar a Vênus Platinada desvirginada, e o Extra (jornal), também é deles.

Quem diria que ainda íamos sentir falta do Dr. Roberto Azulzinho - aquele que foi enterrado com um celular da VIVO. Pô! Todo aquele trabalhão pra depois não usar? Nem pra dar um esporro nos incompetentes que deixou aqui?
Sei não, acho que a bateria não agüentou aquele calor todo.
Bom, vamos ao que interessa, senão fico aqui o dia todo escrevendo sobre almas penadas.

Saquié: resolvi dar uma caprichada no loguinho do Blog Brasil. E acho que está ficando bacaninha (ê modestia!).
Espero que vocês gostem. Quem pichar já sabe: O Blog Brasil é uma comunidade tão democrática quanto Cuba.
Vacilou com o velhinho - paredão.


15 de fevereiro de 2004



(8{> Matusca I - O Grande.

Quando fiz a edição extra d’OSarcófago, aí de baixo, já imaginava que a coisa estava ficando feia lá pros lados do Blogger.br. Ainda mantinha alguma esperança que eu só havia sido tascado por ser uma múmia popstar. Sacumé, eles odeiam concorrência. Principalmente o Cid Morangueira - a múmia mais antiga do acervo global.

Eu, como qualquer mortal (sic), adoro ser o primeiro. O pobrema, nesse caso, foi ser o primeiro a ser expulso do elenco do Kubarracão.

Até comentei por aí que eles estavam mais perdidos do que barata em tiroteio de dedetizadores.

Estava certo. Não satisfeitos em remover o meu sarcófago, os infelizes resolveram complicar a vida de todo mundo. O pior eu não previ: Eles bloquearem, sem qualquer aviso antecipado, o acesso do exterior. E, como todo imperador que se preza, decretaram: “Agora é assim e tá acabado”.

Fiquei preocupado com os brasileiros que moram lá fora que, de repente, estão sendo tratados como figurantes dessa novela nojenta. Pensei até fazer uma campanha pedindo aos amigos para arrumar um jeitinho de salvar os blogs deles.
Acho que não vai ser necessário.
O Fábio, mais uma vez provando que é o nosso melhor ponta-de-lança, enfiado entre os zagueiros de Noviorque, já publicou uma solução para os companheiros deserdados. Vejam lá no Caryorker.
Ele avisa que é como dar novalgina pra febre. Mas, pelo menos tá mais preocupado que o médico que entregou o paciente pros abutres.

Bom, já que eu entreguei que gosto de ser sempre o primeiro da fila - vantagens de usar sempre o guichê pra gente com mais de 3.000 anos - estou com as ataduras coçando pra dizer que sou também o primeiro aqui, no Blog Brasil.

Outro aviso: O sistema/site ainda está em testes e não sabemos se é estável e confiável. O loguinho que eu fiz pro Blog Brasil não é teste. É ruim mermo.
Desculpe, Fábio, coceira em pele enrugada é um caso muito sério.

Quando tiver tudo arrumadinho lá, vou pedir aos companheiros para trocar novamente os “links”. Nada demais, eu só dou esse trabalhinho pra vocês uma vez por semana. E quem quiser aproveitar pra detonar o link pro sarcófago na encolha, a hora é essa.

Cara consulente, se um algum link lhe dói, faça como gente das melhores famílias. Delete a praga bem quietinha. De outra maneira corre o risco de acontecer o que não queria: Aumentar o prestígio do deletado.

Atualização:

Mais um parceiro resolveu ajudar quem está precisando salvar os arquivos do naufrágio do blogger.br. O Ivan, do Mundo no Ar, publicou um tutorial.

Pelo jeito esse troço serviu para dar uma sacudida nas teias da rede. E mostrar o que a gente já sabia: O melhor da Internet é mesmo a solidariedade dos companheiros.

Atualização atualizada:

Rapá! Esqueci!
Vocês podem não acreditar. No entanto, quem acompanha esse velório há muito tempo deve lembrar. Eu fui o primeiro e único - que eu saiba - a ser expulso dos favoritos do
No Mínimo.
Até hoje não entendi muito bem. Quero acreditar que foi porque logo depois da indicação troquei de endereço. Do Blig para o Blogger.br

É claro que não pode ter sido porque eu falei pro Pedro Doria que ia acionar o meu advogado - o doutor Ruy Barbosa.
Mereço ou não o título de Matusca I ?